Members Area

Recent Blog Entries

Recent Forum Posts

Webs Counter

Recent Videos

> > missão da portugal film commission
A missão global da Portugal Film Commission, abraça na realidade várias vertentes, eis as mais importantes: 

1. Pretendemos divulgar as mais-valias “cinematográficas” visando captar produções externas para realização em Portugal.

2. Tencionamos efectuar uma promoção dinâmica e pró-activa, com carácter permanente e de abrangência alargada.

3. Desejamos estabelecer canais de comunicação bidireccionais com os Municípios nacionais, facilitando a identificação e rentabilização das potencialidades locais, colaborando na descentralização e alavancando a promoção regional.

4. Aspiramos criar plataformas de diálogo (ver Conselho Consultivo) com entidades públicas e privadas ligadas à actividade, que permitam debater a eficácia produtiva, o agilizar de protocolos, o harmonizar de normas e práticas de funcionamento, impelindo o País num todo a tornar-se mais Film Friendly.  

5. Facultamos a produtores nacionais os dados recolhidos pelas nossas pesquisas como ferramentas úteis às suas produções.

6. Almejamos valorizar profissionalmente técnicos/artistas, eliminando falhas existentes com acções de formação direccionadas.

7. Ambicionamos gerar uma energia positiva, congregar sinergias artísticas e logísticas, imprimir uma força motriz a um sector importante, impulsionar aquilo que Portugal tem de melhor e estimular a riqueza nacional.

                                                                                                                1983 - Lisboa -  " Dans la Ville Blanche " de Alain Tanner

 

> > funcionamento da portugal film commission
A Portugal Film Commission foi concebida para funcionar com elevados níveis de eficácia e prontidão, afinada para aproveitar ao máximo as vantagens e recursos das novas tecnologias da informação, e dotada de elevados padrões profissionais, éticos e de isenção. A sua gestão estará a cargo de profissionais com elevada experiência, sem qualquer participação social em empresas do sector como garantia adicional de total imparcialidade.

Tarefas que se propõe realizar:

  • Criar, gerir e alimentar uma base de dados, através de diagnóstico progressivo às mais-valias “cinematográficas” do País.
  • Estabelecer parcerias com entidades municipais, criando pontos de apoio locais (Film Commission Links), que facilitem contactos e procedimentos, que permitam orientações/sugestões para melhor explorar e rentabilizar as suas potencialidades cinematográficas, e a recolha de dados de cada município para a base geral (cenários, artistas, acessórios, meios logísticos e outros).
  • Criar, gerir e actualizar um site de Internet plurilingue, contendo informações legais, úteis e práticas, directórios de pessoas e serviços, bases de dados com locais técnicos e artistas, entre outras.
  • Editar e distribuir news-letters periódicas a milhares de produtores mundiais, divulgando as novidades do site e da PFC.
  • Responder com rapidez e eficácia a todas as solicitações de produção, privilegiando as comunicações electrónicas (e-mail, diálogo on-line).
  • Analisar projectos recebidos, apresentar sugestões,  acompanhar visitas técnicas, num labor de conquista permanente de novas produções.
  • Mediar gratuitamente ligações entre produtores estrangeiros e nacionais, visando a colaboração efectiva na execução dos projectos.
  • Desenvolver intercâmbios com entidades nacionais ou internacionais congéneres existentes ou a existir.
  • Possibilitar a estabelecimentos educativos a inserção de alunos em estágios profissionais nas diversas produções (nacionais e internacionais).
  • Promover, divulgar, organizar e realizar acções de formação em áreas artísticas, sociais ou tecnológicas, destinadas a aumentar a competência e polivalência de técnicos e artistas portugueses (ou estrangeiros exercendo em Portugal).
  • Oferecer oportunidades de promoção/divulgação a proprietários de bens móveis e/ou imóveis para eventual utilização em produções.
  • Facilitar aos produtores nacionais o acesso aos dados recolhidos nas nossas pesquisas e o usufruto das nossas parcerias, facilitando-lhes assim a realização dos seus projectos em qualquer ponto do território nacional de acordo com as suas necessidades.
  • Nomear membros honorários que generosamente aceitem "apadrinhar" a Portugal Film Commission.
  • Aderir a associações internacionais que contribuam para um melhor desempenho da ACVA, bem como para um aumento da sua visibilidade. Exemplos:  EUFCN (European Film Commissions Network) e a  AFCI (Association of Film Commissioners International).

                                                                                                       1999 - Sesimbra, Sintra - " The Invisible Circus " de Adam Brooks